sexta-feira, 6 de maio de 2011

A privatização da Vale foi boa pra quem?

A mineradora Vale alcançou em 2010 o maior lucro de sua história, com valor superior a R$ 30 bilhões. Este foi o segundo maior lucro de empresas de capital aberto do Brasil, perdendo apenas para a Petrobras. Diferente da estatal do petróleo, a Vale passou pela privatização, que completou 14 anos na sexta-feira (6).
Em 1997 a Vale foi vendida pelo valor de R$ 3,3 bilhões. Desde a sua privatização, a Vale teve lucro livre superior a R$ 126 bilhões, segundo a rede Justiça nos Trilhos.
Para o jurista e professor de Direito da Universidade de São Paulo, Fábio Konder Comparato, a privatização da Vale é um crime contra o patrimônio público.
“A Vale hoje é uma empresa poderosíssima, mas nas mãos de capitais privados. E o capital privado só vê o seu próprio interesse. De qualquer maneira, uma empresa estatal não deve ser uma empresa capitalista. Ou seja, o seu objetivo não é lucrar ao máximo. O seu objetivo é preservar a riqueza nacional e utilizá-la em proveito do país. O que não aconteceu”.
Durante o 2º Encontro Internacional dos Atingidos pela Vale, ocorrido em Belo Horizonte (MG) no mês de abril, a rede Justiça nos Trilhos apresentou dados sobre os impactos causados pelas ações da empresa.
No ano de 2008, a Vale registrou 2.860 acidentes com seus trabalhadores, sendo nove fatais. No caso dos impactos ambientais, a emissão de poluentes da mineradora em 2009 foi de 412 mil toneladas. Em contrapartida ao seu crescimento, sua ação exploratória – em aproximadamente 30 países em que atua – está provocando conflitos sociais e ambientais.
(Fonte: Rádio Agência NP)

2 comentários:

Anônimo disse...

Caro Chagas, à título de comparação, guardadas as devidas proporções, Comparato tem razão. As empresas públicas - caso da Celpa - não devem ser passadas para a iniciativa privada (que só visam exclusivamente lucros), tendo em vista que, em ultima instancia, enquanto empresa publica deve visar o bem estar público (do cidadão). Coisa que o governo de Almir/Jatene fizeram em 98, qdo. a empresa foi avaliada em quase 800 milhões de reais e foi vendida pela metade do avaliado para o grupo Rede, sem que, até hoje tenham prestado conta da dinheirama arrecadada. Hoje pagamos caro por serviços demorados e mau prestados sem ter a quem recorrer pessoalmente, haja visto o restrito acesso através do famigerado 0800 da Celpa. Em 07.05.11, Marabá-PA.

Anônimo disse...

As multinacionais,ao Dantas,ao Eike Batista,fernando Henrique Cardoso,aos prefeitos que pegam os royalt e enriquecem seus patrimônios.Ver Darcy,Tião Miranda,Maurino Magalhães,aos vereadores que mamam uma propina consideravel..etc. e o Povo se f.....