quarta-feira, 2 de março de 2011

Eu não sei o que é pior

Como se não bastassem os problemas da atual administração municipal, Marabá ainda sofre com obras do governo anterior de Tião Miranda.
Só para falar de dois:
1) Neste momento, a prefeitura se desdobra para consertar a tubulação na Praça do Novo Horizonte, onde "Seu Tião" construiu uma obra mal feita;
2) Outro negócio vergonhoso é a Avenida Manaus, no Bairro Belo Horizonte. Toda vez que chove, a rua vira uma lagoa.
É brincadeira!

9 comentários:

Blogue Marabá 2012 disse...

Essa pavimentação da área em frente ao Sesi custou ao povo a bagatela de R$ 400 mi. E olha que foi feita por alguém de anel. Imagina se não fosse!

Será que essas pessoas administram tão bem aos seus patrimônios tanto quanto administram o que é público.

sincermente disse...

Mesmo com tantos problemas meu caro chagas, ainda prefiro a marca do trabalho, do que o povo desgovernando.Sei que nao vai gostar...

Anônimo disse...

Enquanto isso... http://blogdobacana-marcelomarques.blogspot.com/2011/02/tv.html

Anônimo disse...

DESABAFO PARA SOCIEDADE

CAROS LEITORES NÃO AGUENTO MAIS A SITUAÇÃO DA EMATER-PA É UM DISCASO MUITO GRANDE COM O DINHEIRO PUBLICO, NÃO TEM NINGUÉM TRABALHANDO, NINGUÉM VAI A CAMPO (FICAM TODOS ENROLANDO NO ESCRITÓRIO NA INTERNET), NINGUÉM TA CUMPRINDO HORÁRIO, TA UMA ANARQUIA (RECEBER SEM TRABALHAR); E O PIOR É O CONVÊNIO DE ATES COM O INCRA O QUAL JÁ FOI REPASSADO R$2.000.000,00 E SÓ TEM R$900.000,00 PRESTADO CONTA O RESTANTE FOI TUDO DESVIADO PARA CAMPANHA POLÍTICA E AGORA PARA REMEDIAR A DIRETORIA DEU UMA ORDEM QUE EM 60 DIAS TODOS ESCRITÓRIOS DEVEM ENTREGAR OS PLANOS DOS ASSENTAMENTOS (PRA E PDA) PLANO FUNDAMENTAIS PARA O DESENVOLVIMENTO DA REGIÃO E QUE ESTÃO SENDO FEITOS DE QUALQUER JEITO SEM AO MENOS O TECNICO PISAR NO LOCAL TUDO NO COPIA E COLA SÓ PRA JUSTIFICAR, TAMBÉM CADA PLANO DESSE QUE NO CONVENIO ESTA ORÇADO DE 30 A 40 MIL REAIS SÓ PASSAM PRO ESCRITORIO LOCAL 3 A 4 MIL OU SEJA 10% E O RESTANTE É DESVIADO; SOU FUNCIONÁRIO DA EMPRESA MAIS DESSA FORMA PREFIRO QUE A MESMA FECHE E TODOS SEJAM DEMITIDOS POIS DESSA FORMA NÃO A PROFISSIONAL ÉTICO QUE TENHA VONTADE DE TRABALHAR.

MD

Anônimo disse...

São 11h05,da manhã desta sexta(04/03).Acabo de chegar em casa aqui no Belo Horizonte. Moro próximo ao estádio da Sociedade Esportiva Amapaense. Chove e a Av. Manaus está um rio. Colocaram um caminhão atravessando a rua em frente ao supermercado andorinha que já estava no fundo e se passasse veículos na rua o banzeiro aumentava o estrago na loja. Isto é o resultado da "grande obra" da Construfox do Franco, paga com nosso dinheirinho quando o Tião Miranda. E aí? Quem pode fazer algo por nós? e tem mais, quando não está chovendo a rua é um buraco só. Conclusão óbvia: drenagem e asfalto prá enganar os trouxas eleitores. Com a palavra os "inlustres inselências vereadores da cama municipal" dessa terra de muro baixo!!!

Anônimo disse...

PÔ, Chagas, cortastes o principal do texto...o cara é aquilo mesmo. Tú sabes do que estou falando. Mas...de qualquer maneira, mesmo cotoco meu recado foi dado. Valeu!
magoei!...

Blogue Marabá 2012 disse...

Anônimo, essa pavimentação aí é a marca do "homi".

Espera que vai aparecer gente dizendo: MAS FEZ!

E quanto ao muro de arrimo. Já apareceu o pai? Essa criança ao que parece vai ficar órfã.

___________
Adir Castro

Anônimo disse...

E ninguém vai falar das escolas não é? As reformas iniciadas na época do Tião e concluídas na gestão MM nenhuma ficou bem feita, não sei se por falha no projeto ou se foi mal executada mesmo. O fato é que para ficarem boas ainda serão preciso alguns milhões.

Blogue Marabá 2012 disse...

Anônimo, tem escola que custou mais de R$ 1,5 mi. Tanto num quanto no outro governo. Dinheiro pra se fazer uma escola novinha.

Se a gente fosse buscar o valor dessas obras e reformas, em ambos os governos, ficaríamos muito mal, espiritualmente falando.

Foi gasto muito dinheiro em obras que agora estamos vendo o tanto que foram mal feitas.

Todos já percebemos que os administradores não investem nada na saúde. Não compram equipamentos que ajudaria em muito a quem não tem dinheiro para ir em outras cidades de outros estados a procura de saúde. Isso não dá voto.

Maquiar ruas, fazer praças, fazer reformas superfaturadas e adotar as obras dos outros é mais negócio e impressiona ainda mais ao eleitor desinformado, que é a grande maioria de nós.

São obras eleitoreiras. Nenhuma foi feita para durar mais de 10 anos. São programadas para dois ou três invernos. E aí haja dinheiro para os retoques.

São essas obras ruins e superfaturadas a origem da fortuna da maioria de nossos políticos brasileiros e de respeitados empresários, que juram, estão contribuindo com o desenvolvimento desse país.