sexta-feira, 25 de março de 2011

Acho que vou vomitar

A julgar pelos discursos desprovidos de qualquer respeito pelo povo, que ouvi agora pouco, a vereadora Elka Queiroz, que usou o carro da Câmara Municipal para fazer rally em São Paulo, não vai pegar nem um dia de suspensão, muito menos 30, como sugeriu timidamente a comissão que investiga o caso.
Com exceção das vereadoras Toinha do PT e Irismar Sampaio, o restante dos vereadores praticamente pediu desculpas à vereadora pelo constrangimento a que ela foi submetida.
Até mesmo o vereador Edivaldo Santos, um dos mais combativos da CMM, se mostrou brando com a vereadora.
Não faltaram citações bíblicas do tipo “Não julgues para não ser julgado” e “Quem nunca errou que atire a primeira pedra”.
Tudo isso só confirma a informação de que a vereadora Elka se reuniu a portas fechadas com os vereadores e ameaçou “detonar” um por um, caso ela fosse condenada.

Um comentário:

Anônimo disse...

Caro Chagas, para nós, mortais comuns, resta a indignação em sua mais alta escala, e a consciencia de que os mandatos dessa corja de corruptos estão a caminho do fim, quando então, voltarão para o olho da rua. Eleições vem aí...Em 25.03.11, Marabá-PA.