terça-feira, 13 de novembro de 2012

Um belo monte de desigualdades


É incrível como os grandes investimentos avançam na medida em que atropelam direitos trabalhistas e até mesmo direitos humanos, de quem está na base do projeto.
É o caso de Belo Monte e de tantos outros mega-investimentos, onde o que mais se vê é o recrutamento de mão de obra barata para ganhar salários miseráveis e sofrer assédio moral e falta de condições mínimas de habitação, moradia, higiene e trabalho.
O pior de tudo é que não se trata apenas de Belo Monte. As grandes corporações são assim mesmo. Veja o caso da Nike e outras empresas do mesmo porte, que sempre se valeu da mão de obra infantil na Ásia para confeccionar seus produtos esportivos que reluzem na tela das TVs, sambando nos pés dos craques.
O mundo é desigual e como diria o grande escritor Eduardo Galeano, o que podemos esperar de um lugar onde as galinhas são impedidas de dormir nos criatórios de larga escala e onde até mesmo a noite é proibida nos shopping centers, que cultivam a política a desigualdade.

Nenhum comentário: