terça-feira, 4 de setembro de 2012

ELEIÇÕES: Grupo RBA confirma debate e entrevistas


Ocorreu nesta manhã (4), reunião entre os representantes dos candidatos a prefeito de Marabá e o Grupo RBA Marabá, para definir os detalhes do debate entre os candidatos, que será realizado pela RBA TV no próximo dia 21, e também as entrevistas no Diário de Carajás, Radio Clube AM e RBA TV (Barra Pesada Marabá).
Na mesma reunião ficou definida a ordem de entrevistas do programa Barra Pesada Marabá e também do Clube da manhã (Rádio Clube AM), assim como a publicação de matérias com os candidatos no Diário de Carajás.
No DC, as entrevistas com os candidatos serão publicadas nas edições dos dias 12; com Manoel da Cosanpa (PSOL); dia 14, com César do Comércio (PRP); dia 19, com Maurino Magalhães (PR); 21, com Tião Miranda (PTB); e no dia 26, com João Salame (PPS).
DEBATE
Promovido pela RBA TV, o debate, cujo nome do mediador ainda não foi definido, terá quatro blocos e duração aproximada de uma hora.
Os candidatos responderão a perguntas feitas pelo mediador e também terão dois blocos para fazer perguntas a seus concorrentes. Não serão aceitos carros de som dos candidatos nas imediações da emissora no momento do debate.
Para garantir a lisura do debate, até mesmo a ordem d local que os candidatos vão ficar posicionados durante o debate foi decidida por sorteio.
BARRA PESADA
As entrevistas no programa Barra Pesada Marabá serão realizadas no período de 24 a 28 deste mês, sempre no último bloco do programa. Cada entrevista terá a duração de 20 minutos.
De acordo com o sorteio, o primeiro a ser entrevistado, no dia 24, será João Salame; no dia 25 será a vez de César do Comércio; dia 26, Manoel da Cosanpa; dia 27, Maurino Magalhães; e fechando a programação, no dia 28, Tião Miranda.
CLUBE
Já na Rádio Clube AM, as entrevistas acontecem já na semana que vem, no período de 10 a 14. Também por sorteio, ficou definida a seguinte ordem de apresentação: dia 10: Manoel da Cosanpa; dia 11: César do Comércio; dia 12: Maurino Magalhães; dia 13: Tião Miranda; e dia 14: João Salame.
Os candidatos vão responder perguntas sobre saúde, habitação, educação, segurança, infraestrutura/transporte, saneamento básico, esporte/lazer e ação social.
Serão feitas oito perguntas, sendo quatro pelos entrevistadores e quatro pelos ouvintes, de forma intercalada. As entrevistas vão ao ar sempre às 10h da manhã.
A reunião que definiu todos esses detalhes foi conduzida pelo coordenador de produção da RBA Marabá, Márcio Ramos. Todos os candidatos foram devidamente representados.

3 comentários:

Macelo disse...

Com certeza esse debate vai definir o novo prefeito de Marabá. Tomara que todos os candidatos, que ficam nos pedindo votos todos os dias, tenham a decência de participar. Essa será uma grande oportunidade, para nós eleitores, decidirmos realmente nossos votos. Como cidadão marabaense, espero que o Tião participe e prove que aceita ser encurralado com perguntas desagradáveis; que o Maurino, diferentemente das eleições passadas, quando faltou ao debate, por ter dificuldade de se expressar, vá e explique para a população quem são os responsáveis pela crise que Marabá vive e, se eleito o que vai fazer de diferente; que o Salame mostre se tem capacidade de administrar a cidade (que estará um caos ainda maior no final deste governo); que César do Comércio e Manoel Rodrigues tenham a oportunidade (igualitária, já que o tempo de ambos na tv é muito restrito) de expor suas plataformas de governo, ideias e ideais.
Esse debate será muito bom! Não o perco por nada, pois diferentemente das propagandas da tv (onde os candidatos só colocam o que lhes convém) todos os candidatos terão que responder várias perguntas que nós queremos saber e infelizmente não temos a oportunidade de perguntar. Tomara que o mediador seja uma pessoa competente e não tendenciosa, a nenhum dos participantes.

Anônimo disse...

Caro Chagas, seria interessante e esclarecedor que durante o debate ou entrevista, Tião Miranda fosse inquirido para falar e provar documentalmente, sobre o paradeiro do famoso RS 1.000.000,00(Hum milhão de reais) "doado" a cada deputado estadual que votou favoravel, recentemente, em sessão na ALEPA, aprovando o Projeto de autoria do governo do estado que cria as PPP's(Parceria Público Privadas) e dá carta branca ao governador para vender/terceirizar o resto das empresas do estado do Pará, como UEPA, Banpará, Cosanpa etc..., a exemplo(péssimo) da malfadada Celpa. Afinal de contas, é dinheiro público, que portanto deve ser prestado contas. Em 12.09.12, Marabá-PA.

Anônimo disse...

Outra coisa interessante, também, seria o Tião explicar como tem imóveis em áreas tão nobres que valem mixarias. Eu bem que queria comprar um apartamento na Fl 26 por 18 mil reais ( acho que esse o valor que ele declarou). Ele deveria pelo menos respeitar a inteligência do povo. Eu esperava um pouco mais desse horário político. pensei que os candidatos fossem trazer a tona todos os podres de seus adversários... pois muitos deles só sabemos de boatos. Seria tão bom que os candidatos, além de mostrarem propostas, também mostrassem os podres uns dos outros.