quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Prisões mostram que a Justiça não está dormindo

Desde terça-feira (23) que não se fala em outra coisa em Marabá, a não ser na prisão do ex-secretário de Obras, Lucídio Colinetti, e do secretário municipal de Saúde, Nilson Piedade. No caso de Lucídio, que ainda está na cadeia, ele foi preso junto com o empresário Marcelo Fronkzack, acusado de desviar mais de R$ 20 milhões da prefeitura. Outros servidores podem estar envolvidos no esquema. Por outro lado, o secretário Nilson Piedade, que acabou solto no mesmo dia, foi preso porque a prefeitura deixou de fazer melhorias no Hospital Municipal, para ajudar no atendimento dos pacientes. As duas prisões confirmam o ditado popular, de que “a Justiça tarda, mas não falha”.

Um comentário:

Pedro Gomes disse...

Finalmente. Parecia até que, por estas bandas, os braços da Justiça estavam amputados. Bom saber que crimes dessa natureza ainda são passíveis de condenação.