sexta-feira, 5 de outubro de 2012

Às urnas



Tem muita coisa em jogo neste domingo.
Cada um que sair de sua casa rumo à caixinha de votos carrega um peso sem medida nas costas. Pena que a maioria nem sabe disso.
Pena que os que não gostam de política acabam fatalmente sendo governados por quem gosta.
De todo modo – gostando ou não – é nossa obrigação dar um recado aos governantes; mostrar a eles o que queremos.
Talvez você pense assim: “Ah, mas um votinho só não vai nem fazer falta; não vai fazer diferença”.
Talvez um voto só não faça mesmo, mas talvez faça, porque “9” não é “10” de jeito nenhum.
Para refletir, deixo o texto “O Analfabeto político”, de Bertolt Brecht: “O pior analfabeto é o analfabeto político. Ele não ouve, não fala, nem participa dos acontecimentos políticos. Ele não sabe que o custo de vida, o preço do feijão, do peixe, da farinha, do aluguel, do sapato e do remédio dependem das decisões políticas. O analfabeto político é tão burro que se orgulha e estufa o peito dizendo que odeia a política. Não sabe o imbecil que, da sua ignorância política, nasce a prostituta, o menor abandonado, e o pior de todos os bandidos, que é o político vigarista, pilantra, corrupto e lacaio das empresas nacionais e multinacionais.”
Pense nisso.

Nenhum comentário: