sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Lixo, urubus, aviões, Ministério Público...


Pouca gente em Marabá sabe, mas no último dia 9, um avião se chocou com um urubu nas proximidades do Aeroporto de Marabá. A Infraero atribui o acidente ao acúmulo de lixo na cidade, sobretudo nas proximidades do aeroporto local e denunciou o problema, via ofício, ao Ministério Público.
Isso foi a gota d’água para que o MP, que já investigava a situação do acúmulo de lixo na cidade, entrasse com uma ação cautelar pedindo que a Justiça obrigue a empresa Leão Ambiental a fazer a coleta regular em Marabá.
O serviço está precário há pelo menos três semanas e grande parte dele vem sendo feita pela prefeitura, embora a Leão Ambiental tenha terceirizado o serviço.
Para o Ministério Público, não existe desculpa para a Leão Ambiental não fazer a coleta de resíduos, nem mesmo a falta de repasse da prefeitura (que já estaria durando oito meses), pois existem meios legais para cobrar a dívida, sem prejudicar a população.

Nenhum comentário: