segunda-feira, 12 de março de 2012

Mobilização pela Alpa ganha força

Na próxima sexta-feira (16), na Câmara Municipal de Marabá, haverá uma grande reunião que vai mobilizar a sociedade em torno da Alpa.
O projeto promete ser a salvação da economia marabaense, com a geração de 16 mil empregos nesta fase de implantação e 5.300 postos diretos e indiretos na operação, mas ainda caminha a passos muito lentos por causa de entraves com a Hidrovia Tocantins Araguaia, o desvio da Rodovia Transamazônica e o caso do Lote 11.
Um dos objetivos do encontro é discutir o que a sociedade pode fazer (através de seus representantes) para acelerar a vinda desse empreendimento a Marabá. 

5 comentários:

Anônimo disse...

Tudo palanque eleitoral. Passado as eleições tudo cairá no esquecimento... Até a próxima eleição. Velho filme já tão cansativo e repetitivo, mas que ainda impressiona aos espectadores. A meu ver, Marabá tem que se afastar do "ferro" e partir para outra alternativa econômica, que de fato gere distribuição de renda. Tá provado que até agora só levamos "ferro" com essa estória.

reporterchagasfilho disse...

Amigo anônimo, deixa um espaçozinho aí pra eu assinar embaixo.

Anônimo disse...

Verdade. a nossa hitória é marcada por explorações econômicas que só beneficiam políticos e empresários.

Anônimo disse...

Parece que é somente no teu blogue que aparece os internautas de senso crítico mais apurado. Pelo papo dos internautas no blogue do Hiroshi, A Alpa já está funcionando em Marabá, em pleno Estado de Carajás. Minha opinião final: é melhor ter meia dúzia de gatos pingados de senso crítico como visitantes, que ter dúzias de alienados publicando asneiras.

Prof. Francisco Neto disse...

Parabéns a todos pelos comentários que tambem são os meus, se me permitirem?