terça-feira, 7 de junho de 2011

Violência...

É muito fácil invadir agências bancárias em cidades pequenas do interior do Pará.
Não existe segurança capaz de fazer frente a ação dos marginais.
Nalgumas cidades, o número de policiais não chega a 10. Imagine: 10 homens mal armados para defender uma cidade inteirinha...
Embora eu ainda não seja um ferrenho defensor da divisão territorial, quando me deparo com tamanha violência exposta na cara de nosso povo (na minha cara), minha indignação aumenta, assim como cresce a minha consciência de que o nosso “Estado” está cada vez mais longe da periferia.
Criticam a região por ser violenta, mas não veem os críticos que esta violência é fruto do descaso, da orfandade que assola uma região tão rica, tão sugada como a nossa.
As críticas que nos fazem partem exatamente daqueles que deveriam zelar por esta região.
Afinal, o que é violência? Ou qual a pior das violências? Ter uma arma apontada para sua cabeça? Ou não ter hospitais e nem escolas para nossas crianças?

Um comentário:

Airton Souza disse...

Meu amigo CHAGAS FILHOS, li a sua idignação, então senti-me lisojeado pelas palavras, assim,tomei a liberdade de ariscar um artigo sobre o assunto questionado em seu post...e que pretendo publica-ló.

Caso vc queira ler basta manda uma mensagem em meu email que lhe enviarei o artigo

souzamaraba@gmail.com

abraços