segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Maurino de volta: Alegria de pobre dura pouco

Fica rico, fica pobre, fica rico, fica pobre...
Eu nunca tinha visto um negocio ligeiro desses. Antes mesmo de a juíza Claudia Regina Moreira Favacho Moura publicar a sentença de cassação do prefeito Maurino Magalhães, o elemento já tinha conseguido uma liminar, assinada pelo nobre desembargador Rubens Leão, mantendo-o, "por ora", no cargo.
E ainda tem gente por aí que se atreve a dizer que a Justiça tarde.
Para com isso!!!

Nenhum comentário: