quarta-feira, 26 de outubro de 2011

"Anjinho"

Já faz tempo que a Imprensa vem denunciando problemas em muitos dos partos ocorridos no Hospital Materno Infantil (HMI), em Marabá. Só que é muito difícil para a Imprensa lidar com questões que podem conter o temido “erro médico”. Mas o certo é que os casos de lesões de bebês estão cada vez mais recorrentes no HMI.
Agora, uma criança morreu três dias depois de ter nascido. O pior é que, nesse intervalo, a pobre da mãe perambulou pelos postos de saúde – a mando de gente do próprio hospital - em busca de socorro e não conseguiu.
E agora o que pode ser feito para remediar a dor irremediável dessa mãe?
Que medidas podem ser adotadas?
Quantos Termos de Ajustamento de Conduta precisam ser assinados?
Com a palavra o Ministério Público, a Secretaria Municipal de Saúde, o Poder Judiciário, os viajantes da Europa, enfim, todos que puderem de alguma forma impedir essa verdadeira tragédia que se registra vez em quando na nossa principal maternidade.

Nenhum comentário: