segunda-feira, 2 de abril de 2012

Socorristas do Samu protestam contra falta de estrutura

No início da noite de hoje (2), quase todos os 73 funcionários do Samu em Marabá fizeram paralisação que durou uma hora para denunciar a precariedade do órgão em Marabá.
Das cinco ambulâncias do serviço, apenas uma está funcionando e, ainda assim, precariamente. Este único veículo é responsável pelo atendimento de uma população de mais de 200 mil habitantes, num serviço que recebe 200 chamadas por dia.
Os funcionários do Samu ficaram de divulgar nesta terça-feira (3) uma pauta de reivindicações, que será entregue a várias autoridades, inclusive o Ministério Público.

Nenhum comentário: