quarta-feira, 16 de janeiro de 2013

Acusados de matar ambientalistas vão a júri em 3 de abril e Laísa Sampaio vai receber proteção


Ao mesmo tempo em que a Justiça definiu a data do julgamento dos acusados de matar o casal José Cláudio Ribeiro e Maria do Espírito Santo, representantes da CPT, da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e de Defensores dos Direitos Humanos foram até o local do crime, em Nova Ipixuna.
O objetivo da visita é garantir a proteção da professora Laísa Sampaio, que continua o trabalho do casal de extrativistas assassinados e vem recebendo ameaças de morte.
Vão sentar no banco dos réus os acusados José Rodrigues Moreira (como mandante), Lindonjonson Silva e Alberto Lopes (executores). O crime aconteceu em 24 de maio de 2011 e teve repercussão internacional.

Nenhum comentário: