quinta-feira, 14 de abril de 2011

Vai uma banana aí?

Como é dura a vida de crianças que moram no Assentamento Prata, zona rural de São João do Araguaia, e estudam na Escola Abel Figueiredo, que fica no centro da cidade.
Muitos desses pequeninos caminham até três quilômetros encarando a lama, o mato e o sol a pino, até chegar à estrada principal, onde embarcam num ônibus que os leva para a escola. As aulas começam geralmente às 11 horas da manhã. Seles só voltam para casa depois das 16 horas.
Essa rotina não seria um sacrifício tão grande assim, caso a escola lhes oferece pelo menos a merenda, mas nem isso eles têm direito.
Desde que o ano letivo começou o cardápio mais variado que os estudantes receberam foi uma banana. Isso mesmo: uma banana pra cada um.
A denúncia foi feita pelo pai de um dos alunos.
Em entrevista gravada para a Rádio Clube de Marabá, ele disse que pode até filmar a situação vergonhosa da escola com a câmera do telefone celular.
Com a palavra, a Câmara dos Vereadores e o Ministério Público Federal, afinal de contas, o dinheiro da merenda escolar depositado pelo governo federal, muito ou pouco, com certeza dá pra comprar mais do que um cacho de bananas.

Um comentário:

Anônimo disse...

vc deveria colocar aqui o resultado da sua denuncia, como saiu no Diário de Carajás.