quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Marabá: Prefeitura passará por auditoria completa


Depois que os secretários nomeados pelo prefeito João Salame (PPS) tomaram posse de suas respectivas pastas se depararam com um verdadeiro caos em praticamente todos os setores da administração municipal. Diante disso, ficou definido, durante reunião com todos eles ontem (2), que a prefeitura vai passar por uma auditoria completa, que muito possivelmente será feita por uma empresa independente.
Também está confirmada para a próxima segunda-feira (7) uma nova reunião onde será unificado cada plano emergencial de cada secretaria. Por outro lado, ficaram de chegar amanhã a Marabá os representantes de uma empresa que deverá fazer a auditoria das secretarias.
Salame quer um relatório completo sobre a situação contábil, fiscal, financeira e física das pastas municipais, sobretudo no caso de Obras, Educação e Saúde.
O novo prefeito deixou claro que essa auditoria não se trata de nenhuma “caça às bruxas”, mas ele quer resguardar a integridade do governo que está começando. “Afim de que, no futuro, não sejamos responsabilizados por desmandos praticados por outros”, resumiu.
E enquanto isso, já estão sendo tomadas algumas medidas emergenciais em determinados setores, como é o caso, por exemplo, da Secretaria de Obras, no que diz respeito à limpeza das ruas, de bueiros e também a coleta de lixo. Isso já está sendo feito.
Todavia o setor mais preocupante, pelo menos neste momento, é a Saúde. Para se ter uma ideia da situação, o Hospital Municipal está envolto em mato e até mesmo uma cobra foi encontrada na área externa da casa de saúde devido ao matagal que se formou ali.
Em linhas gerais, os problemas encontrados nas secretarias passam pela falta de pessoal, falta de material, falta de veículos em condição de uso e falta de combustível. Isso tudo gera a impossibilidade de fazer funcionar setores imprescindíveis para a população de Marabá.
Só para citar como exemplo, na Secretaria de Assistência Social da Prefeitura (Seasp), o comitê gestor do programa Bolsa Família simplesmente não está funcionando porque falta pessoal. Há setores que não funcionam por que neles estavam lotados somente com funcionários contratados, que foram demitidos no final do ano.

3 comentários:

www.ribamarribeirojunior.blogspot.com disse...

Se tivesse uma Câmara séria - vereadores que cumprissem realmente com seu papel, não precisarimos estar vivênciando isso. O gasto com a auditoria serviria para outra coisa.
A câmara não cumpre com sua função, não fiscaliza, não cassa prefeito, não conclui as comissôes pórcessante.... E ainda aumenta seus salário sno apagar das luzes.

Anônimo disse...

esta foi a melhor decisão do Salame até agora, a única que pode salvar ele do resto dilúvio

Anônimo disse...

Eita mais essa auditoria vai descobrir muita MARACUTAIA,e o pior é q tem gente da desastrosa gestão do Mau MAU com cargo ou com status de chefia parece q vai continuar.Era do tião continuou com o MAU MAU e tudo indica q vão continuar principalmente no HMM.prefeito não permita q isso aconteça pois eles não merecem foram contra sua eleição eles são tião roxo não cometa o mesmo erro q o MAU MAU cometeu 2016 tem eleição de novo pense nisso por favor!